10 de nov de 2009

A Internacional dos Trabalhadores - de sua fundação até o Congresso de Basiléia


Artigo escrito por James Guillaume (membro da Aliança da Democracia Socialista) que trata da Associação Internacional dos Trabalhadores, de sua fundação em 1864 até o Congresso da Basiléia em 1869.

Bakunin, após a sua aparição em setembro de 1867 no Congresso da Paz, não tinha regressado para a Itália. Ele tinha se estabelecido perto de Vevey, na Suíça, era membro do Comitê Central da Liga da Paz e da Liberdade, e vangloriava-se com a esperança de levar essa liga para o socialismo. No começo de julho de 1868 tinha conseguido que, por meio do comitê, fosse votada uma declaração de princípios que, entre outras coisas, enunciava a necessidade de “mudar radicalmente o sistema econômico atual”, para atingir “a emancipação das classes operárias e a abolição do proletariado”. Em julho ele conseguiu ser recebido como membro da seção central da Internacional de Genebra, e chegando a um acordo com internacionalistas desta cidade, em particular com o alemão Becker e o genebrino Perron, formou o projeto de uma aproximação entre a Liga da Paz e a Associação Internacional dos Trabalhadores. Para tanto, fez decidir, no Comitê Central da Liga que, através de seu presidente, seria encaminhado um convite ao congresso geral da Internacional, que iria reunir-se em Bruxelas, no domingo 6 de setembro, para enviar delegados ao segundo Congresso da Paz, de Berna. A Marx não agradaram essas resoluções, pensou que fosse uma intriga de Bakunin para apoderar-se da direção da Internacional e, desde esse momento, colocou-se em campanha contra o revolucionário russo, como se verá mais à frente.



Um comentário:

  1. um problema, não esta mais disponível a download, poderiam atualizar, o link?

    ResponderExcluir